terça-feira, 7 de junho de 2016

Janot pede prisão de Renan, Sarney, Jucá e Cunha por trama contra a Lava Jato

Ver as imagens
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido de prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do senador Romero Jucá (PMDB-RR), do ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) e do deputado afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) . No caso de Saney, por ser idoso, ele seria monitorado pro tornozeleira eletrônica em prisão domiciliar. 
Teori Zavascki deve ser o magistrado encarregado de analisar a solicitação. Zavascki é o relator da Lava Jato no STF. O pedido de Janot é baseado na divulgação das conversas dos três políticos com o ex-presidente da Transporte, Sérgio Machado. 
Segundo o jornal O Globo, o presidente José Sarney é o único dos três que deve ter um pedido de prisão diferenciado e teve ser mantido sob prisão domiciliar, usando apenas uma tornozeleira eletrônica. O pedido de Janot também pede o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado.
No caso de Cunha, segundo a TV Globo , o Ministério Público alegou que a decisão de Teori, em maio, de afastá-lo da presidência da Câmara e do mandato, não  surtiu efeito e o deputado continuou interferindo no comando da Casa.
Nas conversas divulgadas nas últimas duas semanas, os três políticos falam abertamente de como a operação da Polícia Federal precisava ser contida ou poderia ser perigosa para políticos de praticamente todos os grandes partidos.
De acordo com o Ministério Público, dizem as informações confirmadas pela TV Globo, Renan, Sarney e Jucá conspiraram para atrapalhar as investigações. Entre as ações dos três nesse sentido estão, segundo o MP: a tentativa de mudar a  decisão do Supremo que prevê a  prisão de condenados a partir da segunda instância; a tentativa de mudar a lei , para permitir delação premiada apenas para pessoas em liberdade, e não para presos investigados; e também uma pressão dos três para que acordos de leniência das empressas pudessem esavaziar todas as investigações.