quarta-feira, 15 de junho de 2016

CBF não chega a acordo com Tite, mas promete retomar negociações


Vai para Seleção ou fica no Corinthians? As últimas informações sobre a situação de Tite
.
Exibir foto
Tendência é que treinador comunique que aceitou o convite da CBF, mas dirija o Timão em mais dois jogos
O técnico Tite se reuniu nesta terça-feira por quase três horas com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, mas não chegou a um acordo para substituir Dunga no comando da Seleção Brasileira. De acordo com Douglas Lunardi, diretor de comunicação da entidade, as partes tiveram “uma primeira boa conversa” e combinaram de se encontrar em breve para retomar as negociações.
Tite deixou a sede da CBF, no Rio de Janeiro, sem dar declarações. Como não houve acerto, ele voltou de helicóptero para São Paulo e deverá treinar o Corinthians nesta quarta-feira.
“Essa primeira reunião foi encerrada. Foi uma boa primeira conversa que a diretoria teve com ele. Ainda não foi conclusiva. As partes ficaram de retornar em breve. Cada um colocou suas expectativas. E as partes retomarão o assunto entre elas” afirmou Lunardi.
O chefe de comunicação afirmou que não há uma data certa para Tite voltar a conversar com a entidade. Segundo ele, a cúpula da CBF está satisfeita com o primeiro contato mantido com o técnico. Também esteve presente na reunião o auxiliar do treinador, Cleber Xavier. “Não foi frustrante. A expectativa era de se ter uma primeira conversa e de ter um alinhamento de expectativas. E isso foi feito”, disse Lunardi.
O treinador do Corinthians é o favorito da CBF para assumir o time canarinho. A urgência em acertar com ele estava concentrada na obrigação de apresentar nesta quarta-feira ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a lista com os 35 jogadores pré-convocados para a Seleção que disputará o Rio 2016. Também devem constar no documento os nomes das 12 pessoas que integrarão a comissão técnica. Não são permitidas mudanças nessa relação.
Lunardi afirmou que a lista será apresentada por Rogério Micale, que desenvolveu o trabalho junto à equipe com idade olímpica. O diretor de comunicações não quis dizer se Micale será inscrito no lugar de Dunga como o técnico da Seleção nas Olimpíadas. “Não participei da reunião. Mas esse assunto foi colocado e ficou definido que o Micale apresentará a lista”.
Condições – Tite havia estabelecido duas condições para assumir o time canarinho. A primeira era a recusa em negociar com a CBF caso Dunga ainda estivesse empregado. Após o fracasso na fase de grupos da Copa América Centenário, o ex-capitão da Seleção se reuniu com Del Nero na tarde desta terça-feira e ouviu que seus serviços não eram mais necessários.
A segunda requisição era a liberdade para indicar a comissão técnica que o acompanhará na Seleção. A CBF não informou se Del Nero relutou em aceitar a exigência do treinador.