sexta-feira, 20 de maio de 2016

Wellington destaca ações dos defensores públicos do Maranhão

WellingtonDeputado Wellington parabeniza defensores públicos e destaca ações que fortalecem a Defensoria Pública no Maranhão
Ao fazer referência à justiça social e cumprimento de direitos, o deputado Wellington do Curso (PP) parabenizou a todos os defensores públicos do Estado pelo seu dia, celebrado hoje (19), e aproveitou para agradecer pela função desempenhada.
Na ocasião, Wellington, que tem por característica a defesa incondicional, sobretudo, dos mais carentes, ressaltou a importância dos defensores públicos e enfatizou proposições por ele já apresentada desde o início do mandato em defesa desses profissionais.
“Vivemos em um Estado Democrático de Direito e, apesar disso, não são raras as vezes em que vemos inúmeros casos de injustiça praticados, em grande parte, contra as minorias, contra os hipossuficientes…Nesse contexto, temos que os defensores públicos exercem função essencial à Justiça. E é por isso que, desde o início do mandato tenho apresentado proposições em defesa desses profissionais que, para mim, não são apenas operadores do Direito, mas defensores da Justiça social.”, afirmou.
Ao ser questionado sobre o seu forte posicionamento quanto à Defensoria Pública, Wellington mencionou algumas de suas ações que já evidenciam o compromisso do parlamentar com os profissionais e, assim, com a Justiça social.
“Infelizmente, o número de defensores públicos no Maranhão ainda é pequeno. Por saber disso, logo nos dias iniciais aqui na Assembleia, já solicitei o fortalecimento da Defensoria Pública do Maranhão, indo ao encontro da proposição que encaminhei, já nos primeiros dias do mandato, solicitando a ampliação dos núcleos de atendimentos da Defensoria Pública Estadual, bem como a criação de um quadro próprio de pessoal técnico administrativo e realização concurso público para todas as áreas da defensoria. Estamos compromissamos não com o quantitativo, mas com a grande relevância que a Defensoria possui e, assim, com o pleno acesso à Justiça pelos mais humildes e carentes.”, destacou.