quinta-feira, 26 de maio de 2016

Roberto Brandão é reeleito reitor do IFMA

Magnífico reitor do Ifma Roberto Brandão

O reitor Roberto Brandão foi reeleito para o cargo de reitor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) com 40,24% dos votos. O encerramento da apuração dos votos aconteceu no final da noite de quarta (25). A votação aconteceu na segunda-feira (23), em 56 polos, com a participação de 11.080 eleitores, sendo 8.891 estudantes, 1.083 professores e 1.106 técnicos administrativos. A eleição contabilizou 9.897 votos válidos, 463 votos nulos e 720 votos em branco. Além do reitor, houve a escolha de diretores-gerais de 18 campi do IFMA. O mandato dos eleitos se estenderá até 2020.
O segundo colocado na disputa da eleição para reitor (Adroaldo Almeida) contabilizou 18,16%. Os outros dois candidatos (Francisco Sousa e Ronaldo dos Santos) alcançaram, juntos 4,19%. Votos brancos e nulos totalizaram 6,42%. A abstenção foi de 30,99%.
“Agradeço à comunidade pela confiança depositada”, disse Brandão. “A nossa reeleição, acima de tudo, é uma forma de avaliação positiva do trabalho desenvolvido e que nos credencia a continuar a fazer cada vez mais por um IFMA melhor”, complementou.
Para o reitor, o grande desafio do novo período de gestão, será consolidar o IFMA como projeto vencedor de educação profissional e tecnológica no estado. “Vamos continuar conduzindo os rumos da instituição com o mesmo compromisso já demonstrado, com seriedade, transparência e compromisso social de forma a possibilitar aos maranhenses melhores indicadores sociais e de qualidade de vida”, prosseguiu.
Ainda segundo ele, a habilidade de gestão, o planejamento e as ações estratégicas são determinantes. “Devemos nos centrar em ações estruturantes na proposta pedagógica, na política de pesquisa e de extensão, além de dotar o IFMA de condições para estar sempre preparado para evolução constante imposta pela sociedade”, continuou. “Vamos incentivar sempre o fortalecimento dos Órgão Colegiados como agentes estruturantes do IFMA e definidores de políticas institucionais fruto do debate e da contribuição da comunidade acadêmica”, concluiu.
Eleição de diretores de campi
Além do reitor Roberto Brandão, foram reconduzidos ao cargo nove diretores-gerais: Werbet Ferreira (Açailândia), Edalton Reis (Alcântara), Marinete Lobo (Barra do Corda), Valdir Damascena (Barreirinhas), João da Paixão (Caxias), Saulo Cardoso (Imperatriz), Lucimeire Cardoso (Maracanã), Jackellyne Dutra (Timon) e Davina Chaves (Zé Doca).
O maior percentual de votação, dentre os candidatos a gestor de campus, foi alcançado com a reeleição do diretor de Caxias, João da Paixão Soares (76,22%), em candidatura única. Houve 22,48% de ausentes e 1,30% de votos brancos e nulos.
Nos campi com mais de uma candidatura, a maior vitória foi alcançada pelo diretor reeleito de Açailândia, Werbet Ferreira (65,62%). O segundo colocado (Nélio Furtado) obteve 7,46%. Foram contabilizados, ainda, 2,78% de votos brancos e nulos. Ausentes foram 24,14%.
A disputa mais acirrada aconteceu no Campus Monte Castelo, com a vitória de Cláudio Leão Torres (24,45%). O segundo colocado (Ebenezer Araújo) obteve 20,11%. Os demais candidatos (Wallace Cruz, Agenor Almeida Filho e Carlos Tinoco Silva) contabilizaram, juntos, 12,58%. Votos brancos e nulos: 2,12%. Abstenção de 40,74%.

Foram eleitos, ainda, os diretores eleitos 
Maron Gomes (Bacabal), Vilson de Almeida (Buriticupu), Wady Castro Junior (Codó), Vandeberg Araújo (Pinheiro), Aristóteles de Almeida (Santa Inês), Elissandro da Silva (São João dos Patos),Paulo Batalha Gonçalves (São Luís Centro Histórico) e  Jânio Silva (São Raimundo das Mangabeiras).
O resultado final oficial será encaminhamento pela Comissão Eleitoral Central ao Conselho Superior do IFMA na sexta (27), que repassará ao Ministério da Educação na segunda-feira, dia 30. O novo mandato se inicia em setembro.