segunda-feira, 16 de maio de 2016

Repórteres na Bahia protestam com nariz de palhaço contra proibição de entrevistas no Brasileirão

A proibição da CBF de entrevistas com jogadores antes e nos intervalos dos jogos do Brasileirão por repórteres de rádios e emissoras de TV não detentoras dos direitos de transmissão da competição, solicitada pelos técnicos dos clubes, não foi bem aceita na Bahia. Os profissionais de imprensa do estado aproveitaram a estreia do tricolor na Série B, neste sábado (14), para protestar.
Repórteres de rádio foram ao gramado da Arena Fonte Nova, onde o Bahia enfrentou o Avaí, com nariz de palhaço. Os protestos também têm o apoio da Associação Baiana dos Cronistas Desportivos (ABCD), que já enviou ofício à Associação dos Cronistas Esportivos do Brasil (ACEB) se posicionando contrária à proibição.
A ACEB, presidida por Eraldo Leite, da Rádio Globo, terá encontros com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, para tentar cancelar a proibição. Vale lembrar que, na Bahia, a proibição já havia sido imposta pelo Vitória, em decisão conjunta do técnico Vagner Mancini e da diretoria, antes mesmo da entidade nacional aderir à medida.