segunda-feira, 16 de maio de 2016

Loja Maçônica recebe homenagem da Câmara pelos 56 anos em São Luís



Maçons de várias cidades do Estado estiveram reunidos, na última sexta-feira, 13, na Câmara Municipal de São Luís para celebrar os 56 anos de fundação da Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão (Glema) na capital maranhense. O autor da proposta que homenageou a entidade com a realização de uma sessão solene foi o vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), vice-líder do governo naquela Casa parlamentar.
No seu discurso na sessão especial, Ivaldo Rodrigues parabenizou a Grande Loja Maçônica pelos serviços prestados a humanidade e de forma especial, ao povo ludovicense. O parlamentar afirmou que Instituição Maçônica tem o propósito de preservar os valores da liberdade, igualdade, fraternidade, da fé, esperança e caridade para todos os povos, sem distinção de fronteiras, convicções políticas ou religiosas.

"Ao longo da história, a Maçonaria sempre contribuiu para um mundo melhor, mais humanista e solidário. Temos a consciência da missão do maçom, que é lutar pela prevalência da dignidade humana, da justiça, dos valores morais e a responsabilidade com a Nação em que vive. O maçom não convive com ações sociais que violentem os princípios básicos da dignidade, do respeito e da honestidade de conduta", afirmou o vereador Ivaldo Rodrigues.

Durante a cerimônia, a Câmara entregou títulos e comendas ao Grão-Mestre da GLEMA, Ubiratan João de Castro e os Grão-Mestres Ad Vitam, Bolivá Marques Vieira e Raimundo Livramento, em reconhecimento aos serviços prestados por eles à capital, onde está localizada a sede da instituição.

Ao fazer uso da palavra, o Sereníssimo Grão-Mestre, Ubiratan João de Castro, agradeceu a homenagem e destacou a contribuição histórica e social dessa Loja Maçônica a São Luís e ao estado.

O Maçom, sendo um pedreiro, é um permanente construtor social, onde todos obreiros das Lojas têm a plena consciência, de que somente serão atingidos os objetivos traçados, através do sentimento da solidariedade e do amor fraternal, formando um grande universo de defesa dos direitos humanos e combate sistemático à injustiça. Parabenizo todos os maçons homenageados e agradeço o trabalho desempenhado por cada um, para o engrandecimento da Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão", declarou.

SAIBA MAIS

A Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista. Tem por princípios a LIBERDADE dos indivíduos e dos grupos humanos, a IGUALDADE de direitos e obrigações sem distinção de religião, raça ou nacionalidade; a FRATERNIDADE entre os homens e consequentemente entre povos e nações.

Seus objetivos são: a investigação da verdade, o exame da moral e a prática das virtudes. Entende por dever o respeito e os direitos dos indivíduos e da sociedade, protegendo e servindo o semelhante, resumindo o dever do homem assim: respeito a Deus, amor ao próximo e dedicação à família. O ideal maçônico preconiza a união de todos os povos, cultivando o respeito à personalidade, à justiça social e mais estreita solidariedade entre os homens.

A história da Maçonaria no Brasil registra sua existência desde o século XIX, cuja atividade sócio-política resulta no papel decisivo na Independência do Brasil, Abolição dos Escravos e na Proclamação da República.

No Maranhão, a Maçonaria está representada pela Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão - GLEMA, Grande Oriente do Maranhão - GOBMA e Grande Oriente Autônomo do Maranhão - GOAM, onde convivem sob a égide do Tratado de União, celebrado aos 20 dias do mês de agosto 1999.

A Grande Loja Maçônica do Estado do Maranhão – GLEMA foi fundada em 27 de março de 1960, com três lojas agregadas: Loja Independência nº 22, em São Luís, Loja Deus e Caridade nº 24, em Codó e Loja Lauro Sodré nº 26, em São Luís, e naquela época eram jurisdicionadas à Grande Loja Maçônica do Estado do Pará, para logo depois serem renumeradas como Loja Independência nº 1 (São Luís), Loja Deus e Caridade nº 2 (Codó) e Loja Lauro Sodré nº 3 (São Luís).