quinta-feira, 26 de maio de 2016

Júnior Verde visita Centro de Tratamento de Resíduos do Maranhão

Verde conversa com técnico do centro
Verde conversa com técnico do centro
O deputado estadual Junior Verde (PRB) visitou na manhã desta quarta-feira, 25, as instalações do Centro de Tratamento de Resíduos (CTR), na área industrial de São Luís, o primeiro no Maranhão a dar o destino adequado ao resíduos sólidos descartados.
As operações da primeira fase, que consiste na incineração, serão iniciadas no dia 02 de junho.
Júnior Verde pretende, por meio da Assembleia Legislativa, incentivar parcerias público-privadas com o objetivo de garantir a destinação adequada do lixo produzido.
A empresa já realiza um trabalho de recolhimento e seleção de resíduos em indústrias e hospitais da região metropolitana de São Luís. Todo o material recolhido atualmente é levado para o Aterro de Rosário.
“Além de implicar em um custo muito alto, muitos resíduos altamente nocivos ao meio ambiente precisavam ser descartados no Aterro. Quando iniciarmos as atividades, tudo o que não pode ser descartado na natureza será eliminado através da incineração”, explicou o presidente da Maxtec, empresa detentora do CTR, Rogério Albino.
A incineração consiste na primeira etapa. As próximas equivalem à seleção dos resíduos que podem ser descartados e que serão levados ao Aterro de forma rápida e adequada; e ao trabalho de reciclagem que será realizado em parceria com cooperativas, gerando emprego e renda.
“Estão todos de parabéns. É uma iniciativa que representa, acima de tudo, responsabilidade ambiental. Mas também preocupa-se com o social. Levarei a todos os meus pares a ideia desse empreendimento, para que possamos contribuir com parcerias entre o poder público e empresas privadas, de forma a incentivar mais ações como essa”, declarou o parlamentar.
O engenheiro químico do Centro, Juan Pablo Abreu Santini, garantiu que os gases provenientes do processo de incineração não poluirão a atmosfera.
“Todo o procedimento será controlado, de forma que os níveis obtidos, de forma alguma representam risco ao meio ambiente”, assegurou.
A secretária de meio ambiente do município de Cururupu, Elizabeth Furtado, também acompanhou a visita.
“É uma louvável iniciativa. Só o volume de resíduos recolhidos pelo Centro já representa muito, pois eram materiais que seriam descartados diretamente na natureza. Ações como essa minimizam os impactos causados pelo descarte dos resíduos e deveriam ser prioridade”,disse Elizabeth.