sábado, 16 de abril de 2016

Temer afirma que vai manter programas sociais após o impeachment


Michel Temer
          Michel Temer

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), já fala como novo presidente do Brasil.
Por meio de seu perfil no Twitter, ele escreveu que, se assumir o cargo no lugar da presidente Dilma Rousseff (PT), que sofre processo de impeachment, manterá todos os programas sociais.
“Leio hoje nos jornais as acusações de que acabarei com o Bolsa Família. Falso. Mentira rasteira. Manterei todos programas sociais”, afirmou o vice.
Em vídeo divulgado nas redes sociais na noite de ontem, no qual critica o processo de impeachment, a presidente Dilma afirmou, sem citar nomes, que “os golpistas já disseram que, se conseguirem usurpar o Poder, será necessário impor sacrifícios à população brasileira. Com que legitimidade? Querem revogar direitos e cortar programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.”
Também na rede social, Temer afirmou que defende a “pacificação” e “união” dos brasileiros e que o país vai sair da crise “se todos trabalharem pelo Brasil, não pelos seus interesses pessoais”.