terça-feira, 26 de abril de 2016

Marcos Pacheco foi exonerado após comandar reunião com o Banco Mundial

Pacheco comandou reunião com executivos do Banco Mundial na manhã de hoje, antes da exoneração
O governador Flávio Dino (PCdoB) exonerou hoje Marcos Pacheco do comando da Secretaria de Estado da Saúde (SES).
A exoneração, contudo, ocorreu  de forma constrangedora. Pacheco coordenava, no período da manhã, uma reunião com executivos do Banco Mundial para tratar de um empréstimo para a Saúde.
Depois da reunião, foi comunicado da exoneração.
Para o lugar de Pacheco, quem assume é o então secretário-adjunto, o advogado Carlos Lula.
Lula é próximo do governador Flávio Dino. Autuou na banca de defesa do comunista nas últimas eleições. É homem de confiança do governador e terá como missão, a partir de agora, mudar o quadro da saúde pública estadual.