segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Delegado escreve carta antes de cometer suicidio



É imprescindível que seja tornado público o que escreveu o delegado Alex Aragão, que se matou na última sexta-feira; há relatos de que ele tenha se sentido retaliado em suas ações


O delegado Alex Aragão: seu corpo foi encontrado em sua casa
O delegado Alex Aragão: seu corpo foi encontrado em sua casa
A carta que o delegado Alex Aragão escreveu ao cometer o ato extremo de se matar, na última sexta-feria, 8, é o ponto-chave para explicar o que o levou a cometer o suicídio.
conversaPelo que já se viu de mensagens telefônicas trocadas entre Aragão e colegas, o delegado estava deprimido por ter sido transferido de Coroatá para São Raimundo das Mangabeiras.
Ao que tudo incia, a transferência pode ter sido uma represália da Secretaria de Segurança.
Mas é a carta deixada pelo delegado – provavelmente já nas mãos da polícia – que vai poder esclarecer os motivos que levaram Aragão a se matar.
E é fundamental que as questões envolvendo este documento sejam tornadas públicas.
Até para evitar juízos de valores – para o bem ou para o mal – de tudo que envolve esta morte.