quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Othelino recebe comissão de Alcântara e anuncia emendas para a cidade





Os deputados Othelino Neto (PCdoB) e Wellington do Curso (PPS) receberam, na Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quarta-feira (16), uma comissão do Movimento Em Defesa de Alcântara que foi à Casa denunciar a precariedade da administração do prefeito Domingos Araken (PT) nas áreas da Saúde, Educação, Segurança, etc. Na oportunidade, o parlamentar do PCdoB disse que apresentará emendas ao orçamento 2016, direcionadas a Alcântara, e levará as demandas cabíveis ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).
“Vamos levar alguns casos ao  governador. O governo tem o programa Escola Digna para combater, por exemplo, a questão dos colégios sem estrutura ou de taipa. Flávio Dino não vai resolver todos os problemas do Maranhão de uma só vez,  mas está levando programas importantes como o “Mais Asfalto”, o Bolsa Família, etc a todo o Maranhão. Ele não resolve atraso de salários que é atribuição do prefeito,  mas vamos ver outras coisas como transporte escolar, etc”, disse Othelino Neto durante a reunião com a comissão dos moradores de Alcântara.
Segundo Othelino, o prefeito parece que esqueceu de administrar a  cidade. O parlamentar garantiu que, além de  levar as demandas ao governador e secretários estaduais,  irá dispor emendas ao Orçamento 2016 para o município,  visando à construção de escolas, melhorias na saúde, etc . “Acho que essa soma de esforços para amenizar o sofrimento do povo é importante  nesse  momento de dificuldade por que passa o Brasil. Não podemos nunca perder a esperança”, disse.
Antes da reunião, o deputado foi à tribuna e destacou as reivindicações apresentadas pelo grupo, como melhorias na Educação, Saúde, nas condições de trabalho, criação do Plano de Cargos e Carreiras, tratamento respeitoso aos servidores públicos, etc. Segundo Othelino, o prefeito foi eleito numa grande expectativa, com uma votação expressiva, e trata com frieza aos problemas graves que acontecem no município.
“O prefeito parece que não enxerga o que está acontecendo. A população está padecendo por ter feito, infelizmente, uma escolha ruim. Graças a Deus, ano que vem o povo vai ter a oportunidade de fazer uma nova escolha e mudar a forma de administrar a cidade de Alcântara”, comentou Othelino Neto ao lamentar a omissão e a forma desrespeitosa, a falta de cuidado do prefeito Araken com a cidade.

Administração caótica

Durante a reunião, a presidente do Sindicato dos Servidores de Alcântara, Rosiclea Araújo, agradeceu a atenção dos deputados e ressaltou que a cidade foi abandonada pela administração municipal que é apática e não tem ações básicas nas áreas de Saúde,  Educação,  etc. Segundo ela, na  escola José Sarney,  alunos estão em prédio que não tem a mínima condição,  falta transporte escolar, etc. “Prefeitura está prejudicando a população.  O povo está sendo ignorado”, disse.
Já a professora Marcelina Serrão disse que o movimento representa o povo do Maranhão, pedindo providências para os problemas graves nas áreas da Saúde,  Educação,  Segurança. “Não há atendimento básico,  campanhas não acontecem. Profissionais não têm condições de trabalho.  Índices de doenças, como Hanseníase e câncer de mama, têm crescido muito”, denunciou.
O agente administrativo Valdir Campelo, que faz parte do movimento,  disse que Alcântara não pode mais permanecer no atraso com uma  saúde tão caótica. Presentes também à reunião os vereadores Biné,  Ivan e Ribinha.