segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Estudantes e professores da rede municipal contabilizam premiações em 2015

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior e secretário de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, com estudantes premiados
Prefeito Edivaldo Júnior e secretário de Educação, Geraldo Castro, com estudantes premiados
Para eles, 2015 é um ano a ser festejado. Foram concursos culturais, olimpíadas de conhecimento e competições esportivas de destaque nacional em que os estudantes da rede escolar de São Luís tiveram desempenho reconhecido e premiado. O incentivo ao esporte, à arte e à cultura nas escolas da rede municipal integra a política educacional do prefeito Edivaldo, executada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).
O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou o desempenho de educadores e educandos ao longo do ano. “Os bons resultados conquistados por esta rede são indicadores do empenho e do carinho com que nossos professores desenvolvem seu ofício, e da dedicação de nossos estudantes. Parabenizo a todos e desejo que o próximo ano seja ainda de mais conquistas”, disse Geraldo Castro.
Em setembro deste ano, Vitor Gabriel de Abreu Ferreira, Rita de Cássia Gomes Bezerra e Ayrton Wendell da Silva, todos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Primavera (Cohatrac), foram homenageados com a medalha de bronze pelo bom desempenho na 11ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Por causa do desempenho excepcional, os estudantes também foram convidados a ingressar em programas de iniciação científica na área da matemática, com direito a bolsa de estudos.
Alunos da rede municipal de ensino foram premiados em concurso sobre trabalho infantil promovido pelo MPT sobre trabalho infantil
Alunos da rede municipal de ensino foram premiados em concurso sobre trabalho infantil promovido pelo MPT sobre trabalho infantil
Já na área de astronomia, o destaque foi para a estudante Erlany Duarte Silva França, estudante da U.E.B. Justo Jansen (Centro), medalhista de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia. A adolescente recebeu a medalha e um certificado de participação em cerimônia especial de homenagem, organizada pela gestão escolar. A escola e a professora de Geografia, Lídia Gomes Veras, também foram certificadas em nome da Sociedade Astronômica Brasileira e da Agência Espacial Brasileira.
Cultura
Os estudantes da rede municipal também se destacaram em concursos culturais e obtiveram premiações significativas. Kaique Magno Viana, 10, Higor de Jesus Coelho Barbosa, 11, e Geiciane de Jesus Costa, 10, da U.E.B Gomes de Sousa, na Vila Maranhão, garantiram o segundo lugar nacional do prêmio MPT na escola na categoria Conto ou Poesia, com o poema intitulado “Cordel do Trabalho Infantil”. Eles garantiram o pódio competindo com escolas de todo o país, sendo 95 da rede municipal de São Luís. Eles participaram nas categorias Conto ou Poesia, Esquete Teatral, Música e Pintura. A iniciativa foi do Ministério Público do Trabalho (MPT), em parceria com o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Maranhão (Fepetima), com o objetivo de conscientizar crianças e adolescentes para o combate ao trabalho infantil.
O concurso cultural também gerou premiações para os estudantes U.E.B. Uruati (Quebra Pote), detentores do 4º lugar na categoria esquete teatral. A U.E.B. Elzuíla Abreu (Turu) ficou em 10º lugar na categoria Música e a U.E.B. Sá Valle, em 11º lugar na categoria Pintura.
Quem também conquistou posição de destaque foram os estudantes das U.E.B. Rubem Goulart (Cohab) e Senador Miguel Lins (Alemanha). Eles foram os vencedores do I Concurso de Redação e Desenho, promovido pela Prefeitura de São Luís, por meio da Controladoria Geral do Município (CGM). Com o tema “Corrupção? Tô fora!”, o concurso teve por objetivo sensibilizar os estudantes para a discussão sobre o tema.
Redação
Abderson Lima Barros ganhou notebook na I Olimpíada de Redação das Escolas da Área Itaqui-Bacanga
Abderson Lima Barros ganhou notebook na I Olimpíada de Redação das Escolas da Área Itaqui-Bacanga
O anúncio oficial dos vencedores se deu durante a abertura do I Seminário Municipal de Transparência e Combate à Corrupção, realizado no dia 9 de dezembro no Teatro da Cidade de São Luís. O pódio no concurso de redação foi ocupado pelos estudantes Brenda Costa Silva da U.E.B. Rubem Goulart (3º lugar); Ivana Ferreira Alves, da U.E.B. Senador Miguel Lins (2º lugar); e Keyla Cristine Freitas Maranhão, também da U.E.B. Rubem Goulart (1º lugar).
Já no concurso de desenho, os adolescentes Danielle Teixeira Lima (3º lugar), Desyane Ferreira Ribeiro (2º lugar) e Ítallo Raphael França Pimentel (1º lugar) foram os ganhadores. A categoria desenho foi direcionada aos estudantes do 6º ano e a categoria redação, para os alunos de 9º ano. A avaliação dos trabalhos foi feita por equipes da CGM e da Secretaria Municipal de Educação (Semed).
Quem também venceu um concurso de redação este ano foi Anderson Lima Barros, 14, do 9º ano da U.E.B. Lindalva Teotônia Nunes (Vila Isabel). Ele tirou o 1º lugar na I Olimpíada de Redação das Escolas da Área Itaqui-Bacanga, com o texto intitulado “Tecnologia: vantagem ou problema?”. A competição foi idealizada e coordenada pela rádio Bacanga FM, com apoio da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado. Participaram do concurso 21 escolas públicas e particulares de nível Fundamental e Médio, localizadas em 18 bairros da área Itaqui-Bacanga. Como premiação, Anderson ganhou um notebook, um aparelho de rádio, um troféu, uma medalha e um livro sobre São Luís.
Já Valéria Rocha dos Santos, 8, estudante da U.E.B. Zebina Eugênia Costa, e Jamilly Pereira Silva, 10, ganharam o concurso de desenho “Como será o mundo em 2040”, promovido pelo Instituto Alcoa, como parte das atividades do Programa Educação Comunitária Ambiental (Ecoa). As duas foram premiadas com brinquedos educativos.
Samuel Arcanjo Alves de Oliveira, Emerson Guilherme Sodré Freitas e Rheuryod Makley Macena Cunha, do 8º ano, da U.E.B. Maria Rocha (Areinha) produziram um curta-metragem animado que foi o campeão do III Festival Maranhense de Animação (Maranime), na categoria “Maranime nas escolas”. Com o título “Desconectados”, o filme produzido pelos estudantes aborda o uso de aparelhos celulares e outros aparelhos eletrônicos em sala de aula, e como esses aparelhos podem distrair a atenção do momento de aprendizado.
Os estudantes da U.E.B. Maria Rocha competiram com outros 27 filmes produzidos por estudantes da rede municipal de São Luís e também do interior do estado. Como premiação, além do troféu, a escola recebeu um notebook, uma câmera fotográfica digital e um kit de material para produzir novos filmes animados. A solenidade de premiação foi realizada na última quinta-feira (17).
Esporte
O incentivo ao esporte também rendeu conquistas aos estudantes ao longo do ano, algumas delas de relevância nacional. Pela terceira vez, os estudantes da U.E.B. Santa Clara foram medalhistas na Taça Campina Grande de Handebol, cuja 18ª edição foi realizada entre os dias 31 de outubro de 2 de novembro. Uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Semed, com a Associação Esportiva São Francisco (Aesf) possibilitou a participação dos estudantes no torneio.
Este ano, a unidade de ensino participou do torneio nas categorias Infantil Feminino, Mirim Feminino, Cadete Masculino e Juvenil Masculino. As medalhas de bronze foram obtidas nas categorias Cadete e Juvenil Masculino. O handebol é uma das modalidades esportivas oferecidas na U.E.B. Santa Clara pelo Programa Mais Educação, de iniciativa do governo federal e executado em parceria com estados e municípios. Em janeiro, a equipe participará da Copa Ceará Nosso Handebol, que será realizada em Fortaleza entre os dias 8 e 10 de janeiro de 2016.
Estudantes da U.E.B. Santa Clara exibem medalhas conquistadas na Taça Campina Grande de Handebol
Estudantes da U.E.B. Santa Clara exibem medalhas conquistadas na Taça Campina Grande de Handebol
A oficina do programa Mais Educação também trouxe medalhas aos estudantes da U.E.B. Bandeira Tribuzzi (Centro). Eles conquistaram duas medalhas de bronze, uma de prata e uma de ouro na Copa Monte Branco de Judô, na categoria sub-15 Iniciante. Foram premiados os estudantes Willian Bruno Nascimento Rodrigues (14), João Gabriel Figueiredo (14), Lucas Moura Aguiar (13), Davi de Jesus Ribeiro Borges (13). A competição reuniu mais de 700 estudantes de escolas públicas e particulares de São Luís. O incentivo à prática desportiva nas unidades de ensino da rede municipal integra-se à política de atenção integral aos educandos determinada pelo prefeito Edivaldo.
Já Tiago dos Reis Cruz, 15, estudante da U.E.B. Camélia Costa Viveiros (Coroado) coleciona medalhas e posições de destaque em competições nacionais. Diagnosticado com deficiência intelectual nos primeiros anos de vida, ele começou a treinar atletismo com o professor José Ribamar Soares Ribeiro, o Ribinha, que há anos se dedica à preparação de atletas e trabalha também com pessoas com deficiência.
Este ano, Tiago ganhou cinco medalhas nos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs). Nas Paraolimpíadas Escolares, foi campeão no lançamento do dardo e terceiro lugar em arremesso de peso. Na Olimpíada da Associação dos Parentes e Amigos dos Excepcionais (Apae), ele foi campeão de futsal, no lançamento do dardo e no handebol. “Tiago não é só um dos melhores atletas com deficiência de São Luís, mas um dos melhores atletas de destaque hoje no Maranhão”, elogiou o professor Ribinha.
Professores
O projeto “Trânsito Seguro: atitude que valoriza a vida”, da U.E.B. Evandro Bessa (Estiva), conquistou o 3º lugar no projeto Educação Viária é Vital, de iniciativa da Fundação Mapfre e voltado para escolas da rede pública de todo o país. O projeto é coordenado pelo professor do 6º ano da escola Vanilson Pires Borges. Além da comunidade da Estiva, as atividades do projeto envolveram diversos bairros vizinhos situados às margens da BR-135, contribuindo significativamente para a redução de acidentes de trânsito envolvendo crianças e adolescentes naquela área.
Também na zona rural de São Luís, a professora Kenia Machado Maia, 38, representou São Luís na 5ª edição do programa “Missão Pedagógica no Parlamento”, em Brasília. Ela é professora da sala de recursos da U.E.B. Zebina Eugênia Costa (Tibirizinho) e participou de uma formação promovida pela Câmara Federal com professores de todo o país. Das centenas de professores que se inscreveram para participar do encontro, apenas 54 foram selecionados. A participação da professora Kenia no evento integrou-se ao projeto “Zebina Valorizando Tesouros”, promovido pela escola no decorrer do ano letivo de 2015. Como parte das ações do projeto, o grêmio estudantil da escola visitou a Câmara de Vereadores de São Luís, para entender o funcionamento do poder legislativo municipal.
Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação