quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Raimundo Lisboa, Pacovan e Eduardo DP voltam a ser presos por agiotagem

lisboa-5Nesta quarta-feira (18), a Polícia Civil do Maranhão deu mais um passo para tentar acabar ou pelo menos minimizar com a ação de agiotas em todo o Estado.
Numa operação deflagrada durante a madrugada, a polícia maranhense prendeu mais seis pessoas, três em São Luís e três em Bacabal, acusadas de terem praticado o crime de agiotagem no município de Bacabal.
Na capital maranhense foram presos: Josival Cavalcante da Silva, mais conhecido como Pacovan, Edna Pereira (esposa de Pacovan) e Eduardo Barros, mais conhecido como Eduardo DP.
Na cidade de Bacabal foram presos: o ex-prefeito da cidade e ex-presidente da FAMEM, Raimundo Lisboa (foto), Aldo Araújo e Gilberto Ferreira, ambos integrantes da gestão de Lisboa em Bacabal.
A prisão é decorrente após denúncia do Ministério Público do Maranhão. Segundo as investigações o rombo ultrapassa a casa dos R$ 4 milhões.
“A Polícia Civil com essa operação coloca os três maiores agiotas do Maranhão na cadeia”, afirmou o delegado Lawrence Pereira, superintende de Combate a Corrupção.
A afirmação do delegado é pelo fato de que na operação também foi pedida a prisão de Gláucio Alencar, mas esse já está preso acusado de ser o mandante da execução do jornalista Décio Sá.