segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Escola da rede municipal é vice-campeã de competição nacional de poesia

escolamunicipalOs estudantes Kaique Magno Viana, de 10 anos, Higor de Jesus Coelho Barbosa, 11 anos, e Geiciane de Jesus Costa, 10 anos, da Unidade de Educação Básica (U.E.B) Gomes de Sousa, na Vila Maranhão, são os vice-campeões nacionais do Prêmio MPT na Escola na categoria Conto ou Poesia, com o poema intitulado “Cordel do Trabalho Infantil”. O concurso, idealizado pelo Ministério Público do Trabalho em parceria com o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Maranhão (Fepetima), contou com a adesão e o apoio da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O objetivo é fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil.
Foi a primeira vez que as escolas da rede municipal participaram da etapa nacional da premiação. Inscreveram-se no concurso 95 escolas da rede municipal de São Luís, nas categorias Conto ou Poesia, Esquete Teatral, Música e Pintura. As vencedoras da fase regional disputaram a etapa nacional do certame. Além dos estudantes da U.E.B. Gomes de Sousa, conquistaram posições de destaque também os estudantes da U.E.B. Uruati (Quebra Pote), detentores do 4º lugar na categoria esquete teatral. A U.E.B. Elzuíla Abreu (Turu) ficou em 10º lugar na categoria Música e a U.E.B. Sá Valle, em 11º lugar na categoria Pintura.
O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, parabenizou o desempenho dos estudantes. “Em nome do prefeito Edivaldo, parabenizo o desempenho dos estudantes da nossa rede na edição 2015 do prêmio MPT na Escola. A educação é a melhor resposta possível para a erradicação do trabalho infantil e para tantas outras mazelas que tentam roubar o futuro de nossas crianças e adolescentes. Nesse sentido, este resultado é um indicador tanto do talento dos nossos estudantes quanto da dedicação de seus professores e da seriedade com que desenvolvem seu ofício”, destacou o titular da Semed, Geraldo Castro.